By:

ARibeiro

Cuidador Familiar

A RELEVÂNCIA DE NOSSA PLATAFORMAFatores que contribuem para o adoecimento do cuidador familiar de idosoVivenciamos um período de transformação social onde a população idosa aumenta cada vez mais

Cuidador Familiar

A RELEVÂNCIA DE NOSSA PLATAFORMAFatores que contribuem para o adoecimento do cuidador familiar de idosoVivenciamos um período de transformação social onde a população idosa aumenta cada vez mais. Porém o envelhecimento com limitações também aumenta, como resultado de inúmeras doenças crônicas. Assim, o número de famílias que cuidam de idosos (cuidador familiar), também cresce.Desta forma, se entregam às tarefas do cuidar sem um planejamento pessoal, social e financeiro para isso. Cuidador familiar de idoso: o seu papel e o seu perfil na sociedade brasileira Os cuidadores familiares são aqueles que atendem às necessidades de autocuidado de indivíduos com algum grau de dependência, por períodos prolongados, frequentemente até a morte do idoso. É ele quem assume a responsabilidade de dar suporte ou de assistir às necessidades do indivíduo, garantindo desde cuidados básicos, como alimentação e higiene, e outras atividades como ir ao supermercado e realizar tarefas financeiras. O que significa e quem é o cuidador familiarO cuidador familiar, geralmente, reside na mesma casa e presta ajuda necessária às atividades diárias do idoso. Geralmente, a função de cuidador é assumida por uma única pessoa, denominada cuidador principal. Os cuidadores secundários são os familiares, voluntários e profissionais, que realizam atividades complementares. Usa-se a denominação ‘cuidador formal’ (principal ou secundário) para o profissional contratado (auxiliar de enfermagem, acompanhante, empregada doméstica etc.) e ‘cuidador informal’ para os familiares, amigos e voluntários da comunidade. Paradoxo social e impacto social: cuidar de idoso adoece? A dificuldade do cuidar não está somente na realização das tarefas em si, mas numa subjetividade presente na dedicação necessária para satisfazer as necessidades do outro, em detrimento das suas próprias necessidades. Em síntese, está em ter em casa membro familiar dependente de cuidados para o atendimento de suas necessidades básicas, além de procedimentos terapêuticos para a manutenção de sua saúde. Fatores de sobrecarga do cuidador familiarDesempenhar a tarefa de cuidar de um indivíduo idoso, com doença crônica por si, já é uma atividade desgastante. Quando esta é assumida apenas por um familiar, tal atividade se torna ainda mais estressante, causando frustrações e perdas sociais. Os cuidadores, quando relatam suas dificuldades, não se limitam a atividades específicas do cuidado, pois há muitos fatores intrínsecos e específicos nas respostas que se relacionam à dinâmica familiar e aos seus sentimentos. Assumir sozinho o cuidado de um familiar não é tarefa fácil, pois além dos cuidadores lidarem com uma diversidade de sentimentos, eles se veem obrigados a agregar novas atividades a sua rotina de vida. Assim, cuidar de um idoso com dependência traz sobrecarga de ordem física, emocional e social para o cuidador familiar, cuja saúde vai se deteriorando com a exposição continuada a essas condições relativas ao ato de cuidar, de onde se conclui que o cuidador familiar, principal agente de produção de cuidados e proteção, também precisa de cuidados. Frequentemente os familiares veem-se limitados, e os sentimentos de desespero, raiva e frustração alternam-se com os de culpa por ‘não estar fazendo o bastante’ por um parente amado. A rotina doméstica altera-se completamente. Geralmente há uma perda da atividade social da família. Muitos amigos não entendem as mudanças ocorridas com a pessoa que torna-se demente e se afastam. O aumento da despesa também é fator preocupante para a família. Diante dessa situação surge a 1° plataforma do Brasil Cuidador Familiar para oferecer suporte através de conexões entre famílias cuidadores afim de aprenderem pela troca de experiências e profissionais, afim de fornecerem orientações e informações que lhes dêem mais segurança para lidar com a tarefa do cuidar.OF OUR PLATFORM RELEVANCEFactors that contribute to the illness of family caregivers of elderlyWe experienced a period of social transformation in which the elderly population increases more and more. But aging with limitations also increases as a result of numerous chronic diseases. Thus, the number of families who care for the elderly (family caregiver) also grows.Thus, they surrender to the tasks of caring without a personal, social and financial planning for it.family caregivers of elderly: its role and profile in Brazilian society The family caregivers are those that meet self-care needs of individuals with some degree of dependence, for prolonged periods, often to the death of the elderly. It is he who takes responsibility for support or attend the needs of the individual, since ensuring basic care such as food and hygiene, and other activities like going to the grocery store and perform financial tasks.What does it mean and who is the family caregiverThe family caregiver usually resides in the same house and provide necessary assistance to the elderly daily activities. Generally, the caregiver function is performed by a single person, the primary caregiver.Secondary caregivers are family members, volunteers and professionals who carry out complementary activities. It uses the 'caregiver' (primary or secondary) name for the professional contractor (nursing assistant, attendant, maid etc.) and 'informal caregiver' to the family, friends and community volunteers.social paradox and social impact: taking care of elderly sick?The difficulty of care is not only in the tasks itself, but a subjectivity present in the dedication required to meet the needs of the other, to the detriment of their own needs.In short, it is to have at home family member dependent care to meet their basic needs, and therapeutic procedures for maintaining your health.the family caregiver overload factorsPerform the task of caring for an elderly person with chronic disease itself, it is an exhausting activity. When this is taken only by a family member, such activity becomes even more stressful, causing frustration and social losses.Caregivers, when they report their difficulties are not limited to specific care activities, as there are many intrinsic and specific factors in the answers that relate to family dynamics and their feelings.Alone take care of a family is no easy task, because besides the caregivers deal with a variety of feelings, they are forced to add new activities to your routine life. Thus, caring for an elderly with addiction brings overload physical, social and emotional for the family caregiver, whose health will deteriorate with continued exposure to these conditions related to the act of caring, from which it follows that the family caregiver primary care agent production and protection, also need care.Often family members are seen limited, and feelings of despair, anger and frustration alternate with the guilt for 'not doing enough' for a beloved relative. The domestic routine changes completely.Usually there is a loss of the family's social activity. Many friends do not understand the changes to the person who becomes demented and away. The increase in expenditure is also worrisome for the family.Faced with this situation arises one of the Brazil Family Caregiver platform to support through connections between family caregivers in order to learn the exchange of experiences and professionals in order to provide guidance and information to give them more security to handle the task of caring.

DOWNLOAD NOW

DOWNLOAD NOW